• O truque do tempero caseiro

    by  • 11/11/2009 • Mixer, Receitas, Temperos • 21 Comments

    tComo fazer tempero caseiroVocês já sacaram que eu sou uma pessoa muito amiga da praticidade, né? Principalmente na cozinha.

    Mas se tem uma coisa industrializada que me irrita são os temperos básicos (cebola e alho). Aqueles em pó, que vem em copinhos, não lembram em nada o gosto natural dos ingredientes e aquele pote de alho picado até que passa, mas deixa a geladeira mega fedida…

    Por outro lado, e a paciência para ficar picando tempero toda vez que vou cozinhar? E ficar com os dedinhos cheirando e tal? Non ecxiste.

    Entonces, lá vem o truque. Mais ou menos uma vez por semana, eu bato no mixer uma cebola grande com uns quatro ou cinco dentes de alho e, às vezes, um fiozinho de azeite. Você pode completar com salsa e cebolinha (na foto, em quantidades cavalares, num dia em que fizemos um sopão).

    A cor da mistura vai ficando meio esverdeada com o tempo, mas o sabor continua legal por uma semana. Para guardar sem sacrificar para sempre meus tupperwares (porque o cheiro não sai nunca mais) reaproveito potes de margarina ou requeijão.

    mixer_walita

    A partir de R$ 48,90

    Dica: como eu já falei por aqui, o mixer é meu melhor amigo :).

    Serve para fazer temperos, patês e docinhos. Se você não tem um, considere seriamente fazer um investimento. Na Preçolândia tem modelos a partir de R$ 49,80.

    Sério: vale a pena!

    About

    Já queimei arroz, mas hoje faço o melhor molho à bolonhesa da cidade!

    21 Responses to O truque do tempero caseiro

    1. 11/11/2009 at 7:18 am

      Hummmm, que idéia boa!!! 😀
      Gostei! Vou arrasar com o meu mixer! 😉
      Bjocas e valeu!
      Carol

    2. Liana Motta
      11/11/2009 at 12:04 pm

      Oi Cíntia, esta é uma das minhas dicas favoritas, só que mais personalizada ao gosto de nós, fregueses!

      Faço assim, coloco mais alho que vc colocou … lembra mais casa de mãe e não fica muito forte.
      Tipo para uma colher rasa de sal eu já coloco, pelo menos, uma cabeça de alho.

      Acrescento salsa, cebolinha, manjericão (delícia total) e, quando minha sogra manda orégano fresquinho (e recém secado!), um pouquinho deste tempero que é uma dádiva para nós mulheres.
      Ah, coloco também pimenta calabresa, só uma pitada, pois dá um toque especial e não fica nada ardido (não sou fã de pimentas), um pouco de azeite e óleo de girassol (não usamos o de soja pois não fazemos fritruras … moro em uma ‘microkit’ … kkk) e, quando bem humorada, um pouquinho de vinagre de maçã (na verdade é porque tenho sempre ele em casa, para outro truque … risos).

      Bato tudo no mixer e coloco em um vidro com tampa de metal.

      Uso o vidro de geléia (um comprido em que comprei geléia de pimenta) pois posso aferventá-lo com a tampa, para esterilizar e guardar o tempero por até duas semanas, sem tirar o saber, nem a qualidade.
      A melhor dica, neste caso, é usar os vidros de geléias, cremes de avelã … ‘nut’ … (que tenham tampas de rosca), azeitonas (os pequenos) … pela praticidade e higiene.
      Além de não perder suas vasilhas de plástico, também não deixa cheiro na geladeira, pois é melhor vedado.

      Antes de começar a arte de cozinhar, ‘frito’ em um pouquinho de azeite o tempero e começo a produção … dá um cheirinho de comida fresca até no feijão requintado, e nos demais alimentos.
      Uso também quando frito o arroz (coisa de mineiro) para que fique sempre fresquinho e soltinho.

      Bem, acho que é isso … é uma dica bem legal, para todas as cozinheiras de ‘plantão’ e por gosto … mas para quem só cozinha uma vez ao mês, não compensa!

      Beijinhos linda!

    3. Dani Moreno
      11/11/2009 at 2:18 pm

      Tb faço isso mas guardo naqueles potinhos de vidro de patê, sabe? Ou de papinha de nenê, pq realmente o cheiro não sai nunca mais.
      Bjs.

    4. 11/11/2009 at 2:47 pm

      Foi um dos primeiros eletroportáteis que comprei, adoro!! Assim como ele é teu companheiro, para mim tb!! Uso de diversas formas e uma delas é pitar cebola e alho tb, odeio o cheiro que fica nas mãos, e o mixer me ajuda com isso tb!!
      Bjus, Lu

    5. Cláudia
      11/11/2009 at 3:30 pm

      Olá

      O segredo pra não ficar verde é bater com sal também!! Aprendi com mamis, ela passa no processador (cebola, alho, salsinha, azeite, sal e outros temperinhos tipo sazon)uma vez por mês uma quantidade grande e congela em potes de margarina, ai vai pegando e usando conforme a necessidade!! Mto prático mesmo! Bjus

    6. Luana Granada
      15/11/2009 at 7:28 am

      Oi Cíntia! adorei a dica. com certeza vou meter o conselho em prática =D
      Só uma curiosidade: em Portugal, o mixer tem o nome de varinha mágica! porque será? hehe

      Beijinho *

    7. 20/11/2009 at 8:19 pm

      E se colocar semente de coentro ai fica bao mesmo

    8. 22/11/2009 at 5:03 pm

      olá tb já fiz essa mistura,tambem dá pra acressentar pimentao..bjsssss

    9. Joana Marques Rodrigues Sousa
      25/11/2009 at 10:13 am

      Cintia, amei sua receita de tempero caseiro, sou uma apaixonada por tempero e adoro comidas condimentadas. Faço também tempero e uso um pilão fabricado no Estado do Pará que é de pau brasil, uma madeira fácil de igienizar. Amasso o alho, o cheiro verde, alecrim, manjericão e um pouquinho de pimenta de cheiro.(alecrim, manjericão e pimenta de cheiro, tenho plantado em casa), ai passo por uma peneira grossa que comprei só para este fim, depois de penerado e misturado ao sal, eu coloco os outros condimentos como: pimenta do reino, cominho, coentro e louro todos moídos. Igienizo os vidros, coloco e dura até dois meses sem alterar a cor e o sabor. Pode acrescentar também açafrão ou colorau.

    10. idelci
      25/11/2009 at 12:57 pm

      Fiz um tempero caseiro com cebola, alho, sal e óleo de canola, batido no mixer,no dia seguinte ele estava completamente verde, parecia que tinha sido tingido com corante comestível. Isso é normal ?

    11. Cíntia Costa
      25/11/2009 at 6:45 pm

      Idelci, o meu também fica verde sempre! :) Da primeira vez, fiquei com medo de comer, mas não aconteceu nada (tipo a gente passar mal), mas hoje em dia acho normal! Beijos!

    12. Pingback: Recém-casada » Blog Archive » Receita de canja de galinha

    13. Milla
      26/12/2011 at 12:35 am

      Fica esverdeado por causa de um fenômeno chamado escurecimento enzimático, provocado por uma enzima presente no alho e em outros vegetais, a polifenoloxidase. Essa enzima oxida os compostos fenólicos presentes no alho transformando-os em ortoquinonas, que polimerizam formando compostos de coloração escura, as melaninas. A atividade dessa enzima é mais acelerada na presença de oxigênio. Para evitar esse problema as indústrias utilizam recursos como tramento térmico dos vegetais (branqueamento), adição de ácido cítrico ou sulfito.

    14. Pingback: Recém-casada » Blog Archive » Receita de molho à bolonhesa

    15. Pingback: Recém-casada » Blog Archive » Diquinhas para ganhar tempo: congelar legumes picados

    16. Pingback: Receita de risoto de gruyere e parmesão | Recém-casada

    17. Pedro
      16/07/2014 at 7:24 pm

      Se colocar algumas gotas de limão(ácido cítrico), juntamente com o sal, neste alho batido no mixer, poderemos evitar que fique verde?

    18. Cíntia Costa
      30/07/2014 at 4:13 am

      Pedro, não sei te responder… :( Mas como não sou muito chegada em limão na comida, prefiro sem!

    19. Pingback: Receita de lentilha ao curry | Recém-casada

    20. Pingback: Receita de carne ao molho de cerveja preta | Recém-casada

    21. Pingback: Receita de prato saudável, vegetariano e light (arroz 7 grãos com legumes) - Casa da CíntiaCasa da Cíntia

    Leave a Reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *