• Sobre morar junto

    by  • 08/08/2014 • Relacionamento • 3 Comments

    Lavanderia e área de serviço com roupas no varal. Foto: Leo Eloy.

    Eu amo morar junto, sabiam?

    Mais do que acordar na mesma casa, morar junto é dividir a intimidade da vida doméstica. É incluir mais amor nas tarefas chatas, encher o varal com as roupas da pessoa amada, a geladeira com as comidas favoritas dela. É os dois terem uma só cama (tem coisa mais íntima, mais nossa, que a cama da gente?).

    Tem os atritos, claro; conflito de manias (manteiga dentro ou fora da geladeira?) e de personalidade (porque bagunceiros e organizados insistem em se apaixonar?). Mas com amor e com jeitinho, a gente vai se ajeitando, se adaptando e chega a um denominador comum: o nosso jeito de morar.

    Tem algo de muito gostoso e dividir essa parte da vida. A gente se torna mais parceiros, mais interligados. É uma das melhores partes da vida de recém-casados (pensando bem, do casamento inteiro)…

    Ai, ai, acordei romântica hoje :). Vi essa foto e comecei a pensar nisso… Quem aí concorda comigo?

    Foto: Leo Eloy no Flickr.

    About

    Já queimei arroz, mas hoje faço o melhor molho à bolonhesa da cidade!

    3 Responses to Sobre morar junto

    1. 08/08/2014 at 11:07 am

      “por que bagunceiros e organizados insistem em se apaixonar?” é, essa é uma dúvida que eu não sei responder (estou olhando a pilha de bagunça do Claudio nesse exato momento) hahaha :)

      Eu gosto muito de olhar pra trás e ver no que os dois mudaram e se completaram, com jeitinho a gente se molda num formato agradável pros dois e se torna um só <3

      Acho que você passou o romantismo pra mim HAHAHA

    2. Pingback: Links da semana #12 | Física de Mentira

    3. 13/08/2014 at 1:20 pm

      Passei pela experiência e, como não deu muito certo pra mim, não me vejo mais repetindo isso.
      Mas não perdi o olhar romântico sobre o assunto e ainda acho lindo quando um casal se ama o suficiente pra dividir uma vida e, mais que isso, fazer a coisa toda dar certo.
      Apóio muito os outros, mas não quero mais pra mim. rs

    Leave a Reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *